segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Acabou o sínodo, Viva Kobani!

Paulo VI, novo beato
O sínodo acabou… por enquanto! Para o ano há mais, e vai ser muito interessante ver o que se passa nos entretantos.

Os pontos mais polémicos foram amenizados no relatório final, e mesmo assim não conseguiram maioria qualificada. Mas o grande destaque terá ido para o discurso fantástico do Papa no encerramento dos trabalhos, apontando o dedo aos piores defeitos, tanto de conservadores como de liberais.

Pela minha parte, depois de uma semana a acompanhar praticamente tudo o que se dizia ou escrevia sobre o sínodo, passei o dia crucial num casamento. E foi a melhor coisa que podia ter feito, como explico aqui.

O Papa aproveitou a presença em Roma de vários bispos do Médio Oriente para convocar um consistório para se falar da crise dos cristãos naquela região do mundo. Não nos podemos resignar a um Médio Oriente sem cristãos, diz Francisco. Eu aplaudo!

Como aplaudo o facto de os curdos em Kobani estarem finalmente a receber reforços, tanto de homens como de material de guerra, comida e medicamentos. A coisa está melhor na guerra com o Estado Islâmico, mas ainda há muitas dificuldades pela frente.

Entretanto a Igreja tem mais um beato. Paulo VI. Adriano Moreira fala da relação entre o Papa e Salazar e o cardeal Ré recorda ter trabalhado com o Papa Montini.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar