sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Um Ibrahim para o Egipto, um Eamon para a Irlanda

Novo Patriarca para os copta-católicos
Começa hoje o oitavário de oração pela unidade dos cristãos. A este propósito a Renascença falou com o bispo português responsável por esta área. D. António Couto diz que é importante chegar aos jovens.

Temos também uma conversa com uma jovem que participa há vários anos em encontros da comunidade de Taizé, onde o ecumenismo se vive no dia-a-dia.

Duas nomeações importantes neste dia. No Egipto os coptas católicos têm um novo Patriarca. Seguindo a tradição própria das igrejas orientais foi eleito pelo próprio sínodo e hoje Bento XVI aceitou o seu pedido de comunhão eclesiástica.



Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar