segunda-feira, 4 de março de 2013

Fátima, Benghazi, Roma e Hong Kong

Começaram hoje as congregações gerais, mas ainda não há data para o próximo conclave. Esta só pode ser decidida com a presença de todos os cardeais eleitores, mas hoje faltavam 12… é compreensível, afinal de contas só sabemos desde dia 11 de Fevereiro que nesta altura estaríamos em Sede Vacante…

Estas congregações gerais juntam também os cardeais que não podem votar, por serem maiores de 80 anos. Mas nem por isso estes homens serão menos influentes… três deles, em particular, podem ser decisivos nesta fase.

O Cardeal Keith O’Brien, que resignou por ver o seu nome envolvido num escândalo sexual, admitiu a sua culpa e pediu perdão às pessoas que ofendeu.

Um Cardeal chinês vai participar no Conclave. É uma figura interessantíssima, para quem olhamos hoje com mais atenção. Se ganhar, ainda por cima, vamos poder ouvir os jornalistas a tentar dizer: “Cardeal John Tong Hon de Hong Kong”, o que é sempre divertido.


E ainda mais longe de Roma, D. António Marto continua o seu périplo pela diocese para tentar “reacender a fé”. Já vão 74 paróquias visitadas pessoalmente. (Sim, Fátima fica mais longe de Roma do que Benghazi…)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar