quarta-feira, 7 de março de 2012

Ecumenismo musical e cooperação com o mal

A situação na Síria mantém-se muito grave e valeu um apelo à paz por parte de Bento XVI esta manhã. O Papa falou também da importância do silêncio na oração.

Por cá ficámos a saber o tema da próxima catequese quaresmal do Patriarca de Lisboa. D. José Policarpo falará da importância da cultura e desafia os católicos a envolverem-se mais nela.

O diálogo ecuménico também se faz com a música. Prova disso é que o coro da abadia de Westminster (na imagem) irá actuar no Vaticano em conjunto com o coro da Capela Sistina. Um momento histórico para ambos os grupos.

E voltamos novamente à “guerra” entre os bispos americanos e Obama por causa da situação da liberdade religiosa versus contraceptivos. O Cardeal Timothy Dolan escreveu aos bispos a dizer que a Igreja não queria esta guerra, mas também não vai fugir dela, e enumera os últimos desenvolvimentos e a estratégia para o futuro.

O artigo que hoje publicamos no blogue de “The Catholic Thing” parte novamente desta questão para analisar o problema da cooperação com o mal, do ponto de vista da teologia moral, de uma forma fácil de compreender. É uma análise que também se pode aplicar à questão das prostitutas na Mouraria, que vimos nos últimos dias, e a tantas outras situações das nossas vidas.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar