quinta-feira, 1 de março de 2012

Padres pedem sangue, china aposta na simpatia

"Olha mãe, daqui não consigo ver os meus irmãos!"
A Igreja portuguesa diz-se disponível para apelar às dádivas de sangue nas missas. O apelo é que será feito nas missas, as dádivas presume-se que não.

O Vaticano pede dádivas de outro género, desta feita para ajudar a salvar a vida das comunidades cristãs no Médio Oriente, sobretudo na Terra Santa.

A Santa Sé também está preocupada com a desertificação em África e está a investir na sua prevenção.

O ministro da Economia diz que o Turismo Religioso pode ser muito importante para combater a crise.

Finalmente, um assunto que não é explicitamente religioso mas que levanta todo o género de questões morais. A China quer promover a política do filho único de forma mais simpática. Parece que frases como “Se escapares [à esterilização], vamos encontrar-te. Se te quiseres enforcar, damos-te a corda” são consideradas demasiado agressivas.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar