terça-feira, 2 de junho de 2015

Islão como arma na Turquia e mensagem do Papa para a Bósnia

Women in Veils love Erdogan
O Papa Francisco vai dentro de poucos dias para a Bósnia e Herzegovina, onde passará apenas um dia. O Papa diz que vai em missão de paz e para promover o diálogo inter-religioso e ecuménico.

O avanço do Estado Islâmico é um falhanço do Ocidente, diz o primeiro-ministro do Iraque. Ouviram? Não tem nada a ver com o facto de os soldados iraquianos em Mossul e em Ramadi terem fugido, deixando todo o seu armamento topo de gama para os terroristas. A culpa é nossa, claramente.

Entretanto o presidente da Turquia vai brincando com o fogo, utilizando o Islão como instrumento de propaganda política na esperança de conseguir uma maioria para o seu partido que lhe permita mudar a Constituição.

E em Roma D. Carlos Azevedo foi nomeado para a Comissão Pontifícia da Arquitectura Sacra.

Recentemente entrevistei a investigadora canadiana Lori Beaman, especialista em religião no espaço público. É um assunto interessante e complexo que ela ajuda a desvendar nesta reportagem, com mais informação na transcrição integral, aqui.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar