sábado, 6 de março de 2021

Papa no Iraque - Dia 2

Já terminou o programa oficial do Papa deste sábado, no Iraque.

Francisco começou o seu dia com uma viagem até Najaf, a terceira cidade mais santa do Islão xiita, para um encontro privado com o líder supremo dos xiitas naquele país. Foi um momento histórico.

De seguida, o Papa foi até Ur, terra natal de Abraão, onde se encontrou com representantes de religiões abraâmicas, sendo notória a ausência de qualquer representante judeu. Finalmente, Francisco regressou a Bagdad para celebrar missa com os católicos de rito caldeu. Foi a primeira vez que um Papa celebrou missa no Iraque e a primeira vez que um Papa celebrou nesse rito de tradição siríaca. A homilia do Papa foi voltada para dentro, uma exaltação daquilo que os inimigos do Cristianismo no Iraque mais tentam explorar: a sua fraqueza e pequenez.

Com esta visita o Papa cumpre uma promessa e um sonho de João Paulo II. Leiam a opinião da Aura Miguel.

Leiam aqui o meu resumo deste segundo dia. Amanhã há mais!

Não deixem de ler o artigo desta semana do The Catholic Thing, mesmo a calhar para a Quaresma!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar