quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Engravidar existe. Desengravidar não.

Vanessa Silva. Mãe aos 12 anos. Vida mudada.
O Papa recordou esta quarta-feira que os casais em uniões irregulares, como divorciados e recasados, não estão excomungados e que não interessa nada tratá-los como tal.

Amanhã é dia de oração pelos cristãos perseguidos. Faz um ano do êxodo dos cristãos que viviam em Mosul.

Na passada segunda-feira publiquei uma grande reportagem sobre a Vanessa, uma rapariga que engravidou aos 12 anos e teve a sua filha aos 13. Claro que ninguém deseja estas situações, mas este caso mostra como com o devido apoio e força de vontade, uma gravidez destas pode ser uma oportunidade para dar a volta à vida e sair por cima. Podem ler e ver o vídeo aqui.

Desde que mandei o último mail publiquei dois artigos do The Catholic Thing, ambos sobre o aborto.

Hoje Robert Royal aborda um dos assuntos do momento, os vídeos que tem sido publicados com revelações sobre a organização Planned Parenthood, que ao contrário do que o nome indica, não tem nada a ver com paternidade mas tem revelado muito jeito para planear como ganhar dinheiro com a venda de partes de bebés abortados. Tudo coisas animadoras, mas das quais não nos podemos desviar.

Já Hadley Arkes fala de uma oportunidade desperdiçada recentemente para obrigar o Supremo Tribunal a reconsiderar a sua decisão de 1973 que legalizou o aborto no país todo.

Como já perceberam o Actualidade Religiosa está já a funcionar em horário de Verão. É natural que não haja muitos mais posts até Setembro. Boas férias a todos!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar