quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Os duches de São Pedro e o Santo Surfista

Guido Shaffer. Seminarista, médico, surfista... Santo?
Veio hoje a público a notícia de um dirigente dos escuteiros que foi acusado de abusos de menores e de posse e disseminação de pornografia infantil. À Renascença o Corpo Nacional de Escuteiros desmente qualquer encobrimento e garante que apoiou sempre as autoridades na investigação, não tendo avisado os pais por proibição da PJ, e o Patriarca insiste na total confiança na instituição.

Recordo que no blogue vou mantendo uma cronologia destes casos ligados à Igreja, que já foi actualizado.

O Patriarca falava em Fátima, no final do encontro dos bispos, e aproveitou para mais uma vez apoiar publicamente a Iniciativa Legislativa de Cidadãos que visa corrigir vários aspectos da lei do aborto. D. Manuel Clemente diz ainda que a Igreja está apostada em encontrar uma forma de conciliar a tradição com uma resposta a dar aos casos de divorciados e recasados.

Afinal o líder do Estado Islâmico não está morto. Não contente com isso, porém, decidiu também não estar calado e hoje foi divulgado um seu discurso em que volta a ameaçar o Ocidente, prometendo que os seus soldados vão chegar a Roma. A propósito, sabia que o Estado Islâmico já é o grupo terrorista mais rico do mundo? Dos 10 mais ricos, só dois não são islamitas, entretanto.


Virá aí um santo surfista? Pode ser que sim. É que os surfistas têm agora um padroeiro “emprestado”. Tanto quanto se sabe São Cristóvão nunca apanhou uma onda, mas Guido Shaffer, do Brasil, sim, como se vê.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar