sexta-feira, 20 de abril de 2012

Freiras mal comportadas e "aquele país não é para Islão"

A Congregação para a Doutrina da Fé criticou duramente uma organização que representa as religiosas americanas. São acusadas de erros doutrinais, silêncio em relação a questões fundamentais e até “feminismo radical”.

Na Alemanha, logo no arranque de um congresso sobre o Islão, um deputado conservador decidiu dizer que essa religião “não tem lugar”, no país.

Já subiu para 35 o número de tibetanos que se imolaram pelo fogo em protesto contra a China. Para além das últimas duas vítimas, de ontem, circulam imagens de um homem que é espancado pela polícia enquanto ainda está a arder. São imagens chocantes, que pode ver aqui.

O mundo tem-se revoltado ultimamente contra o Paquistão e a sua lei da blasfémia. O mundo, como que diz… no Kuwait acham boa ideia e querem copiá-la.

E pelos vistos há pessoas que têm uma imagem do Festival da Eurovisão ainda pior que a minha. São os islamistas do Azerbaijão, que ameaçam os participantes com ataques.

Ontem não pude enviar mail, mas a principal notícia é sem dúvida a aprovação de normas para lidar com casos de abusos sexuais na Igreja portuguesa.

Para este fim-de-semana fica uma recomendação cultural. Uma visita por Lisboa passando pelos locais mais importantes ligados ao Judaísmo, guiada por Susana Bastos Mateus. Começa às 15h nas Portas do Sol e custa 15 Euros.

Deve ser muito interessante, eu não posso ir porque trabalho no fim-de-semana. Por essa razão folgo na segunda e terça. Como quarta é feriado, voltarei no dia 25. Não se esqueça que pode ir acompanhando as principais novidades no nosso grupo do Facebook.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar