quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Jerusalém, Jerusalém, para quê ser amante se deves ser mãe?

O Papa Francisco fez hoje o seu tradicional discurso à Curia Romana e voltou a criticar quem promove divisão e discórdia, considerando que estes factores são um “cancro”.

Em época de Natal, uma entrevista interessante com o franciscano que cuida da Igreja da Natividade e que diz que Jerusalém tem de ser “mãe de todos” e não apenas “amante de um”.

Conheça o presépio vivo das ruas de Monsaraz e leia sobre a mensagem de Natal do arcebispo de Braga e também a do bispo do Algarve.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar