sexta-feira, 7 de junho de 2013

Problemas psiquiátricos do Papa e diálogo selectivo

O Papa pôs de lado o seu discurso hoje, por considerar ser “demasiado aborrecido” ler um texto de várias páginas perante um auditório cheio de estudantes de colégios jesuítas. Seguiu-se uma animada sessão de perguntas e respostas com o Papa a dizer, entre outras coisas, que foi viver para a casa de Santa Marta por razões de ordem psiquiátrica.



Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar