sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Falsos ídolos e massacres reais

Uma mulher de etnia rohingya
O Papa pediu esta sexta-feira que os fiéis evitem os “ídolos” do poder e do dinheiro.

Ontem Francisco recebeu uma delegação de 800 peregrinos vindos das zonas afectadas pelos terramotos que assolaram Itália no último ano, e deixou-lhes palavras de conforto e de coragem.

Estão novamente na boca do mundo os Rohingya, da Birmânia, que são maltratados pelo Governo. O regime nega, mas as ONG confirmam. As crianças e os inocentes morrem.

Realiza-se este fim-de-semana o Concerto de Ano Novo da Sé de Lisboa. A não perder para quem puder!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar