segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Como será o inferno? Talvez os chilenos saibam

Tenho recebido alguns simpáticos emails de leitores a agradecer o meu regresso. Muito me sensibilizam e agradeço, ainda que não o tenha feito pessoalmente a cada um, por falta de tempo.

Ontem houve manifestação contra a Constituição no Chile. Os manifestantes deviam pensar que a constituição estava escondida numa igreja, por isso incendiaram duas igrejas da capital, Santiago.

Um bispo da Nigéria lamenta que o seu país esteja convertido numa “poça de sangue” devido, em grande parte, às tensões inter-religiosas.

O Papa Francisco aceitou a demissão de um bispo polaco acusado de encobrimento de casos de abusos sexuais de menores.

Entretanto o Vaticano confirma a existência de casos de Covid-19 na residência do Papa, mas Francisco estará, por enquanto, salvaguardado.  

Leiam aqui a entrevista ao secretário-executivo da organização da Jornada Mundial da Juventude em Lisboa, Duarte Ricciardi.

E hoje trago-vos mais uma do “arquivo” de artigos do The Catholic Thing que fui publicando durante estes meses. Francis X. Maier escreve um interessante artigo sobre o inferno e como a Divina Comédia nos dá umas luzes sobre aquilo que é verdadeiramente a privação eterna do amor de Deus.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar