sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Mártires de ontem com lições para hoje

Muita música e alegria à chegada do Papa ao Uganda
Hoje foi um dia em cheio para o Papa Francisco, que começou com uma visita a um bairro de lata em Nairobi onde defendeu o acesso à água potável para todos e depois, numa missa e encontro com jovens, criticou a corrupção, dizendo que ela também existe no Vaticano, e que é como o açúcar “algo que se entranha em nós”.

Depois Francisco seguiu para o Uganda. À chegada falou com os políticos locais, mas com os olhos postos na Europa louvou a forma como os ugandeses têm acolhido as centenas de milhares de refugiados que lá procuraram asilo.

De lá o Papa foi-se encontrar com catequistas e professores, a quem falou do exemplo dos mártires do Uganda, apontando-os como exemplos a seguir.

Quem são os mártires do Uganda? Se não conhece não deixe de ler a explicação da Aura Miguel. No blogue também falo do assunto, tirando ilações para o presente.

Pedro Mexia esteve na quarta-feira na Capela do Rato para falar de Deus com Maria João Avillez. Leia aqui alguns excertos da conversa.

A diocese de Bragança está preocupada com a exclusão dos deficientes dos espaços eclesiais.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar