terça-feira, 17 de junho de 2014

Teóloga premiada e imã atacado

Ecumenismo de sangue, ou trabalho de "redes políticas"?
A conta do Papa Francisco no Twitter continua a crescer e já ultrapassou os 14 milhões de seguidores. O Actualidade Religiosa não pode confirmar nem desmentir que Michel Platini é um dos 256 mil seguidores da conta em latim, mas confirma, sim, que a conta alemã tem apenas 195 mil.

Pela primeira vez, o “Nobel da Teologia” vai ser entregue a uma mulher. A teóloga francesa Anne-Marie Pelletier partilha o prémio Ratzinger com um padre polaco especializado em diálogo com os judeus. Qualquer rumor de que Michel Platini tenha estado na calha para ser seleccionado é pura especulação.

E o Papa criticou esta manhã todos os corruptos, considerando que estes “irritam Deus e fazem pecar o povo”. Mas chega de falar de Michel Platini!

Viramo-nos para o Islão… Os ataques que já fizeram pelo menos 65 mortos no Quénia parecem ser de autoria de muçulmanos fundamentalistas. Testemunhas confirmam-no, os próprios islamitas confirmam-no. Toda a gente confirma excepto… o Presidente do Quénia, que culpa “redes políticas locais”, seja o que for isso.

E na Noruega um dos mais influentes imãs da comunidade muçulmana foi ontem atacado violentamente com um machado. Sobreviveu, mas o criminoso, de identidade desconhecida, continua a monte.

Não deixem de ler os dois artigos do The Catholic Thing que foram publicados nas últimas semanas! Um sobre Medicina Ideológica e outro sobre o Confronto Final civilizacional.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar