sexta-feira, 2 de maio de 2014

Pastoral penitenciária e eleições europeias

Afinal é mesmo importante...
Depois de ter escrito um texto inicial sobre a questão dos divorciados e o acesso à comunhão, publiquei ontem à noite uma nova reflexão com as conclusões que retirei depois de alguns dias de intensa discussão.

A Europa tem de pôr a família em primeiro lugar, diz a secretária-geral da Federação Europeia das Associações das Famílias Católicas. Maria Hildingsson explica ainda porque é que é importante votar nas eleições europeias.

Papa contra o futebol moderno! Francisco disse esta manhã que o dinheiro “polui” o desporto. Não sabemos se Platini ouviu o recado, ou se o crescimento súbito da sua cabeça lhe afectou a audição.

Tem decorrido o congresso da pastoral penitenciária, em Fátima. Hoje D. Jorge Ortiga manifestou-se contra a privatização das prisões e ontem o monsenhor Mario Toso falou da urgência de se ajudar os presos a encontrarem-se com Cristo.


Preocupação na Índia com um crime anti-islâmico que pode incendiar um país já em polvorosa por causa das eleições que se aproximam e, na Nigéria os bravos raptores de mulheres e assassinos de crianças do Boko Haram voltaram a fazer das suas.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar