quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Baptismos e boleias

O que é que faltava o Papa fazer para “surpreender o mundo”? Dar boleia a alguém no Papamóvel, claro. Hoje foi o dia.

Mas isso foi apenas um detalhe da audiência-geral, na qual Francisco falou novamente da importância do baptismo.

Por falar em baptismo, a Igreja Anglicana está a contemplar abandonar as referências ao diabo e ao pecado nos ritos de baptismo. A medida é apenas experimental e não é consensual.


O artigo desta semana do The Catholic Thing merece bem ser lido. Randall Smith escreve sobre a tendência moderna de pensarmos que criamos a nossa identidade de forma completamente isolada e sem dever nada a ninguém. E se víssemos os nossos corpos e identidades pela perspectiva sacramental?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar