segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Novos cardeais e o horror do aborto

Como é evidente, a grande notícia religiosa do fim-de-semana foi a nomeação de cardeais por parte do Papa Francisco. Na lista não constou D. Manuel Clemente. Deveria ter estado? Não devia ter estado? É grave? Leia a minha análise aqui.

Entretanto hoje foi divulgada uma carta escrita por Francisco aos novos cardeais, na qual avisa que o cardinalato não é uma honra nem um privilégio, mas um serviço.

Este fim-de-semana o Papa também baptizou crianças em Roma. Entre elas uma filha de mãe solteira e um filho de pais casados apenas civilmente.

Esta manhã, o Papa discursou perante o corpo diplomático acreditado junto da Santa Sé. É uma espécie de “Estado do mundo” que o Papa faz nestas alturas. Hoje falou muito das ameaças à paz e criticou o aborto como um “horror”.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar