quinta-feira, 25 de julho de 2013

Papa aos "palavrões" na favela

"É só estender a mão para tocar no Papa
mas vou tirar uma fotografia"
Esta tarde Francisco visitou a Favela da Varginha, no Rio de Janeiro. A recepção foi fenomenal e entre café e “feijão com água”, só faltou cachaça porque o Papa não quis. Na notícia podem ver a reportagem em vídeo.

No seu discurso aos habitantes da favela o Papa sublinhou a importância da solidariedade. Uma palavra que, segundo Francisco, às vezes mais parece um palavrão.

Ao longo destes dias da visita do Papa ao Rio de Janeiro foi-me pedido para fazer alguns textos de opinião. A primeira, feita após a sua chegada, fala da curiosa expressão “o que vai ser de nós se não cuidarmos dos nossos olhos” e a segunda aborda a questão do Deus das surpresas, como Francisco o descreveu no Santuário de Aparecida.

Esta noite ainda há programa, com o Papa a participar numa festa com os jovens em Copacabana. O começo está marcado para as 22h e, já sabe, pode seguir as imagens em directo no site da Renascença, ou ouvir a transmissão na rádio.

Mas nem tudo são Jornadas. Por cá houve encontro da Pastoral da Liturgia e as conclusões são claras: Menos espectáculos na missa, se faz favor.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar