sexta-feira, 29 de junho de 2018

Carícias para D. António e falta de Confiança na ONU

Três dos novos padres
Portugal já tem um novo cardeal.

Ontem D. António Marto foi elevado ao cardinalato pelo Papa Francisco, dizendo-lhe que o cardinalato era uma “carícia” de Nossa Senhora para o bispo de Fátima.

D. António aproveitou o momento para exortar os portugueses a “prestar mais atenção aos esquecidos” e esta sexta-feira, na missa com os novos cardeais, o Papa alertou para os “triunfalismos vazios” na Igreja. Marcelo Rebelo de Sousa enviou um telegrama de parabéns.

O Parlamento aprovou um voto de louvor à nomeação do Padre Tolentino para bibliotecário do Vaticano. O Bloco e o PCP abstiveram-se, porque pelos vistos é contra os seus princípios dar os parabéns a padres.

Por falar em padres, esteve cá um iraquiano, envolvido na reconstrução das casas dos cristãos que foram perseguidos pelo Estado Islâmico. O padre Thabet lamenta a inacção da ONU naquela região.

Ser padre não lhes passava pela cabeça, agora andam de cabeção. Conheça os padres que vão ser ordenados no domingo, em Lisboa.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar