quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Hackathon no Vaticano, Billy Graham no Céu

Agora têm todo o tempo para pôr a conversa em dia
Depois de mais de uma semana de ausência não são poucas as novidades, mas começo pela morte de Billy Graham, um gigante do Cristianismo evangélico. Podem ler aqui o seu obituário, com comentários do pastor português Tiago Cavaco.

Estamos na Quaresma e como de costume as dioceses escolheram causas para as suas renúncias quaresmais. Este ano são várias, incluindo projectos em Portugal, em África, na Ásia e no Médio Oriente. As vítimas dos incêndios não foram esquecidas.

O Vaticano vai acolher pela primeira vez um “hackathon”. Está com medo? Eu também fiquei… Mas leia, não é o que parece.

Um arcebispo iraquiano desafia os países muçulmanos a contribuir para a reconstrução de aldeias cristãs danificadas pelo Estado Islâmico. “Não basta dizer que o EI não representa o Islão”, diz Bashar Warda.

O Papa aceitou a resignação de um bispo nigeriano. Parece desinteressante? Longe disso…

Convido-vos ainda a ler esta crónica do padre Tolentino, sobre o tema do retiro que ele está a orientar para o Papa Francisco.

E esta semana temos artigo do The Catholic Thing em dose dupla. Mary Eberstadt fala sobre os paradoxos da revolução sexual. É um artigo substancialmente maior que o habitual, mas que merece mesmo ser lido com atenção.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar