segunda-feira, 21 de março de 2016

@Franciscus e Passo-a-Rezar nas periferias

Padre Nuno Gonçalves, próximo reitor da
Universidade Pontifícia Gregoriana
O Papa Francisco comparou ontem o sofrimento dos refugiados com a paixão de Jesus. Palavras muito fortes para uma Europa que, em grande medida, continua a virar as costas ao problema.

Hoje a Renascença disponibiliza uma entrevista a Catarina Bettencourt, que dirige a delegação portuguesa da fundação Ajuda à Igreja que Sofre e que vai “onde outros não querem ir”. Na sua opinião, a Europa “perdeu a noção da realidade”.

Francisco decidiu aderir ao Instagram. Em poucas horas já estava com centenas de milhares de seguidores. No mesmo dia Francisco ordenou dois novos bispos a quem recomendou que sejam próximos dos seus fiéis e dos seus sacerdotes e diáconos.

Um português vai dirigir a mais importante universidade pontifícia, a Gregoriana, em Roma. É uma enorme responsabilidade e uma grande honra para Portugal.

Depois de vários anos a convidar personalidades para ler os textos e as meditações do Tríduo Pascal, o Passo-a-Rezar decidiu, este ano, ir às periferias, pelo que os protagonistas vão ser um imigrante e uma doente oncológica.

Não deixem de ler o artigo do The Catholic Thing da semana passada, onde Randall Smith fala sobre o sacramento da confissão.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar