quinta-feira, 26 de abril de 2018

Diálogo transparente na Coreia, privacidade para Alfie e pais

O Papa Francisco pede um “diálogo transparente” entre as duas coreias, em véspera de uma importante cimeira que se realiza amanhã.

A actualidade internacional continua muito marcada pelo caso do Alfie Evans. Terminei a minha última mensagem dizendo que era muito possível que quando a lessem Alfie estivesse morto, mas contra as expectativas, ele continua a lutar.

O caso ganhou dimensões de incidente diplomático, com a Itália a envolver-se, mas na terça-feira o juiz negou aos pais o direito de levar o menino para Roma, pedindo antes que o hospital dialogasse com os mesmos para tentar que Alfie pudesse ao menos ir para casa.

Hoje Tom Evans e Kate James, os pais de Alfie, divulgaram um comunicado agradecendo o apoio recebido mas a pedir que a partir de agora lhes seja concedida privacidade para poderem melhorar as relações com o hospital, com vista a encontrar a melhor solução para o bebé.

Aqui podem ler aquilo que são as minhas principais ideias sobre o caso de Alfie Evans. Desta vez escrevi em inglês. Recomendo ainda que quem tenha verdadeiramente interesse neste caso perca alguns minutos para ler a sentença original do juiz, que ajuda a compreender melhor toda a situação.

Aproveito ainda esta questão para divulgar uma formação sobre cuidados paliativos que vai decorrer em Carnide, na noite de 4 de Maio. Mais informação aqui e na imagem.

E porque hoje é quarta-feira, convido-vos a ler o artigo desta semana do The Catholic Thing. É um artigo diferente do costume, divertido, em que podem conhecer Felix Culpa, um tipo interessante cuja vida mudou a partir do momento em que foi tocado pela graça de Deus.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar