segunda-feira, 19 de março de 2018

Estranhos suicídios e actividade pouco Formosa

Começou esta segunda-feira a reunião preparatória para o sínodo de Outubro, sobre os jovens. São 300 os jovens que estão em Roma para participar, incluindo três portugueses. O Papa quer que eles sejam levados a sério.

Não por acaso, hoje foi apresentado um novo livro-entrevista com Francisco, em que, entre outras coisas, ele diz o que diria a um suicida ou a uma prostituta.

Também hoje foi ordenado arcebispo o luso-canadiano José Avelino Bettencourt*. Durante a ordenação, o Papa disse que os bispos devem afastar-se de negócios, isto no dia em que um bispo brasileiro foi detido por corrupção e desvio de perto de 500 mil euros das paróquias de Formosa.

No Egipto o caso é mais sério. Um soldado cristão morreu no seu quartel. Oficialmente matou-se, não com um, mas com dois tiros no peito. Fosse caso único… É o 10º militar copta a morrer em circunstâncias suspeitas em 12 anos.

E agora um bom desafio quaresmal. Na quarta-feira vai haver uma conferência sobre o Santo Sudário na Igreja de Nossa Senhora das Mercês, em Lisboa. Os organizadores avisam que a entrada é no Largo de Jesus, frente ao Liceu Passos Manuel e que há um parque de estacionamento. O conferencista é o jornalista João Paulo Sacadura. Só quem nunca o ouviu falar deste tema é que pode pensar que não vale a pena! Quem já ouviu saberá que vale a pena ir segunda, terceira ou quarta vez!

*Não, não adoptei a moda de alguns jornalistas de me referir aos bispos sem o “dom” a que têm direito. Pelo contrário, eu sou grande defensor do respeito por esse direito que está reservado a bispos de igrejas lusófonas. Mas precisamente porque é uma característica peculiar a estas, enerva-me quando tudo o que é bispo leva com D. antes do nome, mesmo que seja texano ou senegalês. E por uma questão de coerência, sendo José Avelino Bettencourt formalmente da Igreja Canadiana, não uso. Eu sei, é uma panca minha, vá-se lá entender… Todos temos um toquezinho de obsessão compulsiva.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar