segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Edição Epidemia - Ébola & Estado Islâmico

Uma igreja assíria recentemente
ocupada pelo Estado Islâmico
O Papa Francisco disse ontem que as “nossas” necessidades não são mais urgentes que as dos pobres e convidou todos a não desviar o olhar dos necessitados.

Foi ordenado ontem um bispo na Ucrânia. Nada de espantoso, não tivesse ele apenas 37 anos, sendo o mais novo da Igreja Católica neste momento.

O surto de ébola continua a fazer vítimas. Para além das centenas de africanos que têm morrido nos seus países, vários ocidentais, sobretudo funcionários de saúde, têm sido infectados também. Destes, muitos são missionários, leigos ou religiosos. Esta segunda-feira soube-se que um padre espanhol de 75 anos, na Libéria, poderá ser a mais recente vítima.

No sábado houve uma série de manifestações em todo o mundo de solidariedade com os cristãos perseguidos no Iraque. Os manifestantes pedem ainda a criação de uma região autónoma no Iraque para poderem viver em paz. Mais sobre isto amanhã…

Entretanto para quarta-feira dia 6 de Agosto foi decretado um dia de oração pelos cristãos iraquianos. Pode saber mais neste site criado para o efeito.

A situação para os cristãos no Iraque não tem dá ares de estar a melhorar. Pelo contrário, durante o fim-de-semana os terroristas do Estado Islâmico ocuparam mais território no Norte do Iraque, incluindo aldeias e vilas historicamente cristãs e de outras minorias religiosas, que foram obrigadas a fugir. Os soldados curdos, que até agora comandavam estes territórios, prometem regressar em força e destruir o Estado Islâmico “sem piedade” dentro de 72 horas. Parece optimista, mas estou a torcer por vocês amigos…

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar