quarta-feira, 2 de abril de 2014

Nove anos sem JPII e o Santo das Três Pátrias


O padre Anchieta teve uma vida cheia. Limitou-se a fundar uma das mais importantes cidades do mundo e agora, 417 anos depois de morrer, vai ser santo. Três países alegram-se com o facto.


Anthony Esolen está preocupado com as pessoas que vivem nas margens da sociedade. Aliás, que nem às margens chegam. Por exemplo? “São jovens que procuram seguir a lei moral, que são ostracizados daquilo que passa por vida social nas suas escolas e colégios. São filhos de pais divorciados. São esposos abandonados, os seus casamentos dissolvidos contra a sua vontade. São católicos que anseiam por missas solenes. São lutadores pelos direitos dos nascituros”.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar