quinta-feira, 2 de março de 2017

Cruzes carregadas a quatro braços

Entrámos novamente na Quaresma. Se não sabe o que é, ouça esta entrevista esclarecedora com o padre Vítor Gonçalves… Se souber, ouça na mesma.

Nesta época é tradicional os bispos divulgarem as causas às quais destinarão a renúncia quaresmal. Este ano o Sudão do Sul e os refugiados estão entre as principais prioridades. O Papa Francisco descreve a Quaresma como um “caminho de esperança” e D. Manuel Clemente fala da importância de “converter o olhar”.

Marie Collins demitiu-se da comissão que aconselha o Papa sobre como responder à crise de abusos sexuais na Igreja. Trata-se da única vítima de abusos que ainda restava na comissão e cita os constantes bloqueios por parte da Cúria Romana como razão para ter saído…

E voltando à Quaresma, temos esta semana um artigo de Randall Smith no The Catholic Thing em português. O autor recorda-nos que temos de pegar na nossa cruz e carregá-la, mas que ninguém nos diz que a temos de carregar sozinhos! Leia e inspire-se para esta caminhada quaresmal!

E este ano a Quaresma volta a coincidir com a campanha dos 40 dias de Oração pela Vida. Como sempre, são precisos voluntários para ir rezar. Só rezar, mais nada (como se fosse pouco). Toda a informação aqui.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar