terça-feira, 18 de julho de 2017

Archer v. CR7 e D.J. Ortiga 50

O que diria o padre Luís Archer a Cristiano Ronaldo? Que é melhor gerar vida que a encomendar de um catálogo. Isto e muito, muito mais na interessantíssima entrevista que fiz a Francisco Malta Romeiras, que acaba de publicar, juntamente com Henrique Leitão, a obra selecta deste grande cientista.

A ONU apresentou um plano de acção para líderes religiosos combaterem o incitamento à violência, com Guterres a sublinhar a importância do exemplo destes líderes.

D. Jorge Ortiga assinala 50 anos de sacerdócio e diz que o ADN da Igreja está nas respostas corajosas. No fim-de-semana ordenou novos padres, a quem pediu para estarem no mundo sem “mundanismos”.

Conheçam aqui o projecto do Centro Comunitário São Cirilo, no Porto, que ajuda a integrar imigrantes.

Em todo o mundo morrem anualmente muitas raparigas, assassinadas pelas suas próprias famílias por alegadas ofensas à honra. Infelizmente um caso recente passou-se numa família cristã em Israel.

Este mail segue mais tarde que o normal porque hoje estou a fazer madrugada. Se isso vos aborrece de alguma forma, sigam o conselho do Papa: Proibido lamentar-se.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar