segunda-feira, 11 de junho de 2012

Jesuíta na Síria, grafitis anti-sionistas feitos por judeus


Grafitis anti-sionistas em Jerusalém
Antes de mais recomendo vivamente a leitura desta entrevista com um jesuíta italiano que vive na Síria desde 1982 e que fala sem papas na língua sobre o estado do país.

O padre Paolo Dall’Oglio está de saída por falar com demasiada franqueza. Descubra porquê, leia a transcrição completa da entrevista.

Durante o fim-de-semana houve mais dois ataques a Igrejas na Nigéria. Começa a tornar-se um hábito, infelizmente.

Um dos bispos da Sociedade de São Pio X está claramente de fora de qualquer acordo com Roma. Tissier de Mallerais prefere esperar que todos os católicos se “convertam” antes de falar em reunificação.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar