sexta-feira, 1 de junho de 2012

Casamento celebrado segundo rito tridentino

Ora aqui está um evento muito raro.

Estamos perante um casamento no "Rito Tridentino", a forma extraordinária do Rito Romano, que decorreu há poucas semanas em Coimbra.

O vídeo é longo mas nele podem ver os detalhes de uma missa deste género. Não sou especialista mas julgo saber que o rito do matrimónio se realiza antes da missa propriamente dita, e não durante. A caixa de comentários está aberta para mais esclarecimentos que queiram partilhar.

...e parabéns aos noivos, pois claro, com cuja autorização coloco aqui o vídeo.

3 comentários:

  1. Bem celebrado o casamento mas vejo que os acólitos estão bem preparados... se eu fosse acolitar não saberia o que fazer....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pode crer que é bastante mais simples do que parece à primeira vista. Esta é, evidentemente, uma celebração ao abrigo do motu proprio Summorum Pontificum, do Papa Bento XVI: É assim uma «retoma» litúrgica após longa interrupção de quarenta anos. Notei uma pequena imprecisão talvez derivada disso, e que não sucede onde a celebração tradicional foi mantida ininterruptamente: entre as leituras - apenas duas, epístola e evangelho - o missal passa dum lado para o outro do altar. o acólito, quando apenas um, deve estar sempre do lado contrário ao missal, à esquerda do celebrante até ao canto do gradual («salmo responsorial»), deslocando-se para colocar o missal à esquerda do celebrante logo antes do evangelho, e posicionando-se ele próprio então, seguidamente, à direita do celebrante. Havendo pelo menos dois acólitos, trocam. De todo o modo, até ao gradual, o acólito, se o houver, deve estar sempre à esquerda do celebrante; após o gradual, à direita, como digo, do lado cotrário ao missal. Seja como for, está lindo!

      Eliminar
  2. O meu casamento será em Abril no Rito Extraordinário. Primeiro casamento no Rito em Mogi das Cruzes SP. Dia 14/04/18

    ResponderEliminar

Partilhar