quinta-feira, 19 de dezembro de 2019

Papa Francisco fortíssimo em várias frentes


O Papa Francisco fez esta quinta-feira um discurso fortíssimo de apoio aos migrantes e de crítica a quem defende que a Europa deve impedir os navios de atracar, ou devolvê-los à Líbia.




No dia em que um tribunal do trabalho deu razão a uma empresa que despediu uma mulher por se ter atrevido a questionar a ideologia dogénero, partilho convosco este artigo do The Catholic Thing em que Hadley Arkes mostra como estamos a viver num mundo orwelliano, em que factos são apresentados como ideologia e ideologia como factos.

3 comentários:

  1. Só peca por tb não ser fortissimo contra a ideologia de género, se assim fosse talvez fosse mais sério com a imigração

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vale tudo não é? Felizmente basta o Google para desinsuflar a vossa bolha de ódio. Distila nele...

      https://cruxnow.com/vatican/2019/06/vatican-issues-document-on-challenges-of-gender-ideology-to-catholic-education/
      Pope Francis has spoken out strongly against gender ideology, while insisting that each individual must be treated with dignity and respect. In AmorisLaetitia (56), Pope Francis warned of “an ideology of gender” imposed through national “educational programmes and “legislative enactments” in order to “promote a personal identity and emotional intimacy radically separated from the biological difference between male and female.” The result is the “eliminate[ion of] the anthropological basis of the family.” Pope Francis writes that “biological sex and the socio-cultural role of sex (gender) can be distinguished but not separated,” and therefore the young “need to be helped to accept their own body as it was created.”
      https://catholicwomensforum.org/the-gender-project/
      https://www.crisismagazine.com/2019/popes-francis-again-confronts-gender-ideology
      https://www.mncatholic.org/pope-francis-un-reject-gender-ideology-abolish-nuclear-weapons/

      Eliminar
    2. Caríssimo Filipe, convinha que na sua argumentação não destile ódio contra que afirma que o Papa deveria dizer todos os dias a gravidade e a travessi da ideologia bebere. Bem mais grave do que a imigração. Quando o papa pede paut rezar por ele é porque necessita e nós tb de estar em comunhão. Assim como o Francisco diz de viva voz sobre a imigração também deveria fazer o mesmo com a ideologia género. Estar em comunhão com o papa não é deixar de rezar e aceitar tudo como estando correcto.

      Eliminar

Partilhar