quinta-feira, 26 de dezembro de 2019

Integralistas contra Porta dos Fundos

Antes de passar ao apanhado de notícias de hoje queria avisar que a partir de 2020 vou deixar de fazer o email neste formato. A verdade é que não tenho conseguido manter o ritmo deste serviço, que no início se queria diário, e não faz sentido fazê-lo apenas de forma esporádica.

Assim sendo, vou passar apenas a mandar emails quando publicar artigos de opinião ou de análise, incluindo os artigos traduzidos do Catholic Thing e, em contrapartida, irei esforçar-me mais por fazer essa análise e opinião de forma mais regular.

Por hoje, contudo, ainda mando as notícias destes últimos dias.

Não leu a mensagem de Natal do seu bispo? Estão todas reunidas aqui. Ainda vai a tempo, porque o Natal são 12 dias.

O Papa recordou esta quinta-feira os cristãos perseguidos, num Natal que até agora tem sido relativamente pacífico… Mas não vamos lançar foguetes para já.

O que acontece quando se mistura religião e futebol? Pode acontecer de tudo um pouco, mas é sempre fascinante. Foi esse o tema de conversa do podcast “O Brinco do Baptista”, em que participei como convidado recentemente. Podem ouvir tudo aqui

O grupo brasileiro Porta dos Fundos tem sido criticado pelo seu “Especial de Natal” que muitos consideram ofensivo. A contestação chegou ao extremo com o ataque aos escritórios do grupo, na noite de 24 para 25. Esse ataque foi agora reivindicado por um grupo integralista, que no seu comunicado alega ter motivações cristãs. No artigo explica-se um pouco o que é o integralismo.

Temos ainda artigo do Catholic Thing da semana passada em que Michael Pakaluk parte de uma revelação da biologia para tirar ilações teológicas sobre a maternidade de Nossa Senhora. Muitíssimo interessante!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilhar